Páginas

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Me custa a dor da partida, me enche a alma a alegria da chegada.


Entra e faz de meu peito morada.
Chega e logo coloca ordem
Nesse espaço onde há bagunça e aconchego.
Desfruta de meu abrigo
Que te aquece, te acolhe
E depois te deixa partir,
Sabendo que não demoras
para voltar e aliviar a saudade 
do longe do porto seguro estar.
Aumenta o meu querer 
Desperta o meu amor, 
e afugenta esse temor 
(que eu tenho)
de um dia não te ter.



Vanessa L.*