Páginas

terça-feira, 29 de novembro de 2011

As bóias eram jogadas a todos os momentos....

Seu sentimento por mim morreu...
Ele nadou, nadou.Infelizmente  não sabia que seu nado era em vão.
Continuou nadando, nadando.
No começo, joguei algumas bóias, mas como você as dispensava, parei de jogá-las.
Seu amor era orgulhoso e arrogante e decidi então nem assistir mais àquela maratona pela qual você passava.
No fim, você também desistiu de alcançar o que era a reconquista do meu amor e se deixou afogar.

4 comentários:

  1. Algumas pessoas se afogam porque querem, e aí de que adiantam as boias? Para que servem? Como qualquer tipo de mão que se estende, só funciona quando a pessoa quer pegar = /

    ResponderExcluir
  2. Nesse caso, o amor verdadeiro era apenas o teu, tentando salvar o dele.. O dele, porém, era algum outro sentimento, mas não era amor, pois o amor verdadeiro não nada sem rumo e se afoga por arrogância e não querer se agarrar às boias.. O verdadeiro luta até o fim e vence! Sempre!

    Bjus!!

    ResponderExcluir
  3. É tão triste ver um amor morrer, agente até tenta fazer alguma coisa para salvar, mas nada funciona :x

    Beijos flor

    ResponderExcluir
  4. Oi, Vanessa, bom dia!!
    Jogamos boias ao amor, não porque deixemos de saber ou esqueçamos que ele nada melhor do que todos os seres do mundo... Jogamos porque, no desespero de que ele nos alcance, não consideramos se ele queira ou não, e supomos que ele não pode...
    Muitas vezes, a fileira de boias vagueando pelo mar à nossa volta denuncia que tentamos... Mas foi vão...
    Um beijo carinhoso
    Leo

    ResponderExcluir