Páginas

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Precisava ser ela mesma

Não havia mais chovido naquele lugar, e de repente o vento característico de chuva: frio e carinhoso, anunciou a chegada das gotas mais queridas e esperadas.
Ele não só a deixou feliz mas fez-lhe perceber o que há muito não lembrava: do quanto era feliz antes. Antes de crescer, de se abrir para o mundo, para a vida. Desde aí, ela incorporou as inquietudes do mundo, das pessoas se fechou para o que ela realmente era, sentia, queria. E assim, ela teve, como um tapa que alerta, a sensação de que sua vida passava e ela ficava. Sem agir por conta própria, pelo que queria.
Deixou tudo aquilo para trás. E quis renascer dela mesma. E renasceu.

5 comentários:

  1. Pra renasce é só querer e ter fé, dá certo, sabe?
    Gostei da postagem, me fez querer renascer ainda mais!

    Beijos e bom dia. :D

    http://amar-go.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. As pessoas são realmente corajosas quando são capazes de enfrentar a si mesmas: os medos, os preconceitos... abrirem-se para a vida que jora como uma fonte...

    ResponderExcluir
  3. Renasceu regada pela chuva tão esperada.

    Lindo, Vanessa, gostei muito!

    Beijocas.

    ResponderExcluir
  4. Post inspirador,gostei bastante.Reforçou a minha vontade de renascer (:

    ResponderExcluir