Páginas

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Sem (am)ar

Ela havia mergulhado de cabeça no amor. E não foi de todo ruim, mas começou a faltar-lhe o ar, que para ela era imprescindível, mais até que o amor. E ela teve que emergir e aprender a viver somente com o ar.



2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Muito bom seu blog, seguindo você também!
    Vou colocar na minha lista!

    ResponderExcluir